Notícias



01nov / 2013

IPTU de São Paulo causa revolta e traz um rastro de desemprego e inflação entre outros malefícios.

Identificada como uma cidade caótica, desumana, suja, insegura, caríssima, insalubre, com sofrível mobilidade social entre outros adjetivos negativos, tem por isso mesmo uma péssima qualidade de vida para os seus cidadãos.

A partir do ano que vem, mais precisamente a partir de janeiro, São Paulo ficará muito mais cara para se viver, pois o atual prefeito tem tomado as devidas providências para isso; conseguiu aprovar um absurdo aumento no tributo municipal e que será ainda estendido para os próximos quatro anos.

Um levantamento inédito divulgado pelo Sebrae-SP esta semana, revelou que metade dos comerciantes entrevistados irá repassar o aumento para o preço de produtos e serviços. Sendo que 99% são contra; 95% acham que impactará o negócio; 49% vão repassar para o preço dos seus produtos e serviços; 13% vão reduzir outros custos; 13% pretendem mudar de endereço comercial para outra cidade onde o IPTU seja mais barato e 9% pretendem reduzir o número de empregados (Fonte DCI).

 

injustiça

 

O pior ainda poderá vir para aqueles que estão em débito com o IPTU, pois a prefeitura vai aplicar as novas regras para cobrança desses valores em atraso. Se isto é legal ou não, é sabido que o contribuinte terá que brigar no judiciário para provar, o que historicamente tem demonstrado que demora e desgasta tremendamente o empresário e suas finanças.

Como estratégia poderá ser utilizada uma ferramenta pouco conhecida e adotada pelos contribuintes, qual seja? Pagamento do IPTU com precatórios municipais. Com deságio que pode ser superior a 50%, em termos financeiros, é uma excelente alternativa. Assim, dessa forma a empresa utiliza-se dos meios legais e possíveis que tem, devolvendo o “cheque sem fundos” que é o precatório orçado e não pago da prefeitura, para que a mesma quite o IPTU cobrado exorbitantemente.

 

Dinheiro público

 

Isto sim é uma atitude eficaz e positiva em vários aspectos na vida empresarial, ao invés de ficar somente reclamando e experimentando gastura e o aumento da pressão arterial, entre outros males.

 Autor: David de Andrade Coelho – Sócio da Coelho Assessoria

Notícias Relacionadas

Rua Clemente Álvares, 458 - Lapa – São Paulo - Tel: (11) 3644-7699 / (11) 3533-3923

Coelho Assessoria © 2013 Copyright | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - contato@coelhoassessoria.com.br

>>