Notícias



22ago / 2013

Não quero desafios, quero um berço esplêndido. (Josué 17: 14-18)

Josué substituto de Deus para o lugar de Moisés, sofre pressão dos descendentes de José sobre a distribuição das terras de Canaã. O que podemos aprender:

1 – Preguiça – Vivemos em um país onde a cultura glorifica aqueles que obtêm suas conquistas com o menor esforço. Eles levaram suas queixas a Josué, tentando justamente tirar proveito da situação, ou seja, obter uma porção muito maior de terra e numa topografia melhor. Limpar a terra? Nem pensar! O que queriam era uma terra plana, onde não precisariam trabalhar tanto. A preguiça é uma maldição que leva a pobreza e vergonha – “O desejo do preguiçoso o mata, porque as suas mãos recusam trabalhar. Prov”.21:25.
Para os filhos de Deus o trabalho nunca terá fim – Ap. 22:3.

2 – Covardia - Se trabalhar não era do feitio desse povo, lutar muito menos. Temiam os carros de ferro dos habitantes daquele lugar. Ainda estavam influenciados pela síndrome do gafanhoto (Num. 13:33), que os impedira de tomar posse da terra a 40 anos. Para os filhos de Deus a ordem é uma só: “Domina no meio dos teus inimigos.” Sal. 110:2. Josué sabia muito bem o que era se sentir pequeno e impotente diante de um desafio. “Esforça-te, e tem bom ânimo;” Js.1:3.

3 – Insatisfação - “As montanhas não são suficientes para nós” Amigas inseparáveis, a preguiça e a covardia andam juntas com a insatisfação. Rebelde como é, vai semear vento e colher tempestade “Eles semeiam vento e colhem tempestade” Oséias 8:7. Ele não dá glória a Deus, não reconhece a sua fidelidade e nem está disposto a se humilhar, por isso mesmo trará sobre si profunda rejeição; será como um vaso que ninguém tem prazer (Os. 8:8).

4 – Egocentrismo – “…sendo EU um tão grande povo?.” É o pecado da egolatria, sendo ele mesmo a parte mais importante de TUDO (Gal.5:20). É a adoração do próprio eu. Ele diz: “Acho feio o que não é espelho.” ou ”Se as coisas não estão do meu jeito, nada está bem.” ou “Aborreço-me com facilidade quando alguém me critica.” O egocêntrico não se reconhece como tal e Deus terá que convencê-lo e isto pode implicar em muitos dissabores.

Estamos sendo aperfeiçoados e tudo o que foi escrito, foi escrito para o nosso próprio proveito (Rom.15:4). Não nos deixemos dominar por estes espíritos, pois é o que são (Ef.6:12). Nossa luta sempre será espiritual e nosso principal inimigo… nós mesmos. “Humilhai-vos pois perante o Senhor, e ele vos exaltará.” Tiago 4:10.

Autor: David A Coelho – Sócio da Coelho Assessoria

Notícias Relacionadas

Rua Clemente Álvares, 458 - Lapa – São Paulo - Tel: (11) 3644-7699 / (11) 3533-3923

Coelho Assessoria © 2013 Copyright | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - contato@coelhoassessoria.com.br

>>