Notícias



22ago / 2013

Um cego de nascença foi curado

Desta narrativa de um dos milagres do Senhor Jesus Cristo, temos diversas aplicações para as nossas vidas. Dentre elas destacamos algumas:

João 9:1-41

1 – É enfatizado, que Jesus foi quem viu o cego de nascença. Embora estivesse acompanhado pelos discípulos, ao que parece, eles não viram. Assim, podemos ver o divino cuidado de nosso Deus para com as nossas necessidades. Pode bem ser que outros não vejam, ou não saibam o que está acontecendo conosco e com aqueles que amamos, mas nunca passará despercebido dos ternos olhos de nosso Senhor. Ele sempre vê e sempre se importa. Ele sempre quer ajudar e tem a solução.

2 – “Mestre, quem pecou: este homem ou seus pais para que ele nascesse cego?” Tão diferente tratamento esse dado pelos discípulos, pois estão se preocupando em achar um culpado. Assim também o mundo faz, quer sempre achar um culpado, pois um dito popular reza : “Se você cometeu um grave erro, isto é um grande problema, mas se você encontrou alguém para colocar a culpa, já está resolvido, pois não é mais um problema seu.” Esta é a filosofia do homem natural e de nossa sociedade, encontrar um culpado e não uma cura.

3 – Disse Jesus: “Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele. Nem tudo o que nos acomete é fruto de algum pecado ou rebelião de nosso coração, mas muitas vezes é porque existe um propósito soberano por detrás daquela situação. Deus está agindo e nos ensinando em todas as circunstâncias, mesmo quando nos sentimos justificados pela nossa fidelidade e não entendemos o porquê estamos passando por isso. Aos nossos olhos naturais pode parecer uma grande injustiça um homem nascer cego, se pelas próprias palavras de Jesus ele não estava sob condenação de seus atos passados ou de seus ancestrais. Deus sabe o que faz, Ele quer manifestar a essência do seu poder em nossas vidas; diariamente.

4 – “Tendo dito isso, cuspiu no chão, misturou terra com saliva e aplicou-a aos olhos do homem.” Deus não segue padrões, ritos, normas, dogmas, organizações e convenções humanas. Ele tem prazer em fazer coisas novas e nos surpreender com algo que nunca experimentamos. Foi assim com Elias na caverna (I Reis 19:12). Isto embora pareça amedrontador a nossa alma, é fantasticamente maravilhoso ver – “O que será que Deus vai fazer nesta situação?” A fé vai mover o braço de Deus e o milagre vai acontecer!

5 – “Então lhe disse: “Vá lavar-se no tanque de Siloé” (que significa “enviado”). O homem foi, lavou-se e voltou vendo.” Esta é a chave de todo o ensinamento de Jesus e a fórmula perfeita para ver o milagre, pois a reação do cego foi determinante, senão vejamos:
-Ele não questionou tão estranha forma de Jesus agir e nem se importou com o que os outros iriam pensar a seu respeito;
-Ele não culpou ninguém por sua situação e nem sentiu autocomiseração: “Por favor, aonde é este tanque, alguém me leve, eu ainda sou cego!”
-Ele não reclamou, mas obedeceu ainda cego, para então, no caminho da obediência receber o milagre – “voltou vendo”. Glória a Deus, toda obediência, tem sua recompensa!

Autor: David de Andrade Coelho – Sócio da Coelho Assessoria

Notícias Relacionadas

Rua Clemente Álvares, 458 - Lapa – São Paulo - Tel: (11) 3644-7699 / (11) 3533-3923

Coelho Assessoria © 2013 Copyright | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - contato@coelhoassessoria.com.br

>>